Estúdio ILUDI, ideias em movimento.

0 Ações
0
0
0

Estúdio ILUDI: idéias em movimento

“Boas ideias são inquietas. Elas dão um jeito de nascer. E quando no mundo, transcendem o óbvio, inspiram.”

Este movimento é a alma do Estúdio Iludi.

Desde 2014, os designers e arquitetos Luiz F. Costa e Rodrigo Irffi têm como missão explorar múltiplas possibilidades, criando um estilo próprio, atemporal, vivo.

Conhecemos o Estúdio ILudi na Feira Paralela em São Paulo.

Com objetos funcionais e dinâmicos, o estúdio busca provocar os sentidos pela simplicidade e flexibilidade, aliando referências do design contemporâneo à cultura brasileira.

O resultado são soluções elegantes, versáteis e cheias de personalidade.

Débora Cruz para Estúdio ILudi

Caminhos que se cruzam, se bordam e se admiram acabam presenciando encontros inevitáveis.

O nome por trás da Pomelo Atelier, Débora Cruz, junta-se ao Estúdio Iludi para uma parceria cheia de ideias, movimento e amor.Peças simples, cheias de vida, refletem uma certa delicadeza poética do que é feito com o coração.

Guirlandas quadradas e retangulares Débora Cruz para Iludi.

Design Estúdio ILudi, Guirlandas. Vasos vazados e pendurados no teto.

Lígia Antunes e Ana Resende [cobalto] para Iludi.

COLEÇÃO COBALTO – PINGUIM CONCRETO

A união entre olhares não convencionais é química.

Das partículas de experimentações a atração entre polos positivos resulta em peças únicas, inspiradas por uma base sólida, concreta.

Uma parceria que se molda sob a plasticidade do concreto, geometria e uma estética minimalista refinada.

Desconstruir o urbano e reconstruí-lo sob o signo do inusitado.

Design Estúdio ILudi, pinguim minimalista de concreto.

Design Estúdio ILudi, pinguim minimalista de concreto.

Coleção Ghost

E quando as partes são maiores que o todo? Fração que subjuga o inteiro. Expansão da aura em visão de raio-x.

A Coleção Ghost é uma releitura contemporânea de vasos de flores através da desconstrução da forma.

O interior ganha espaço e transcende a originalidade.

Flutuando entre ser uma obra de arte ou um objeto funcional, o “demi vase” contraria o esperado e se apresenta surpreendente.

Perfeito para flores, os anéis metálicos banhados a ouro elevam o adorno ao status de natureza.

Design Estúdio ILudi .Vasos vazados em concreto com detalhes em ouro.

Design Estúdio ILudi .Vasos vazados em concreto com detalhes em ouro.

Banco Cais

Quando as ideias surgem, atracadas, precisam decidir viver sob a segurança da terra, ou se aventurar pelo mar.

O Banco Cais é a justaposição entre terra e mar. Design e arte sem conflitos, se moldam aos olhos de quem vê.

Conforto e estilo respiram entre linhas que emolduram o vazio.

Um porto seguro para se abarcar.

Design Estúdio ILUDI. Bancos em chapa metálicas .

 

Coleção Prosa: Centro de Mesa

Sem a percepção humana e sua leitura irreal, todo verbo é prosa.

Para exercer o além propomos a ousadia minimalista, o inato.

Os centros-de-mesa da Coleção Prosa, convidam a transformar a percepção do singelo e natural em algo corriqueiro, cotidiano.

Desfazer as entrelinhas e começar uma conversa franca entre adorno e ambiente.

Design Estúdio ILUDI . Adornos para centro de mesa em concreto.

Design Estúdio ILUDI . Adornos para centro de mesa em concreto.

Coleção Por um Fio

Mary Design Diariamente para Iludi.

Boas parcerias são como um sarau.

Linhas tortas que, juntas, levam poesia ao púlpito. A parceria entre o Estúdio Iludi, a designer Mary Arantes e a artesã Nara Terra, é um recital de sentimentos que transborda os próprios limites e ganha coro.

Não há como falar de um trabalho a quatro, seis ou oito mãos – essa parceria se conduz pela aorta.

Materializa o abraço apertado, a troca de olhares que escreve destinos invisíveis.

Cardiografia.

Design Estúdio ILUDI. Esculturas em formato de coração feito com linhas.

“Emaranhado de sentimentos, desenhou um coração.

Sem início, sem fim.

Do seu pulsar, explosão.”

POLTRONA MUDA

Adaptabilidade: palavra de ordem da vida contemporânea e qualidade decisiva do bom design.

O Estúdio Iludi aposta mais uma vez nessa ideia com a poltrona Muda, que reúne estilo, conforto e sustentabilidade.

A partir de madeiras tradicionalmente desprezadas(santa-bárbara e pinus) e tecido de fios reciclados, o Estúdio Iludi prova que a sofisticação é, antes de tudo, uma questão de olhar.

Leve, com estofamento em cores neutras e pés baixos, a Muda é uma poltrona facilmente transportável e capaz de se fundir, sem desaparecer, com qualquer espaço.

Lado a lado, duas ou mais Mudas viram ainda um sofá, como seu jeito e a sua cara.

Design Estúdio Iludi. Poltrona baixa e leve, feita de pinus.

POLTRONA VOID

“A mãe reparou que o menino gostava mais do vazio do que do cheio. Falava que os vazios são maiores e até infinitos.”(Manoel de Barros)

O contraste gera o vazio.

Exatamente pela existência, o nada surge, imponente, como moldura para a forma brutalista, simples e pura.

Uma ode à ausência, este elemento invisível que corrói o olhar.

Poltrona Void é formada por chapas metálicas que, dobradas, desenham com luz e sombra.

Recortes quentes em superfície fria. Conforto onde poderia se imaginar solidão. Uma escultura habitável.

Por todas essas características, a Poltrona Void nunca se passa por sujeito oculto.

Como poltrona ou obra de arte, ela instiga a observação, convida ao toque e surpreende os céticos.

Design Estúdio ILUDI, poltrona feita em chapas de aço. brutalista, simples e pura

Design Estúdio ILUDI, poltrona feita em chapas de aço. brutalista, simples e pura

os designers e arquitetos do Estúdio ILUDI , Luiz F. Costa e Rodrigo Irffi
Os designers e arquitetos Luiz F. Costa e Rodrigo Irffi

 

estudioiludi.com.br

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

TAG: Design ILudi

comentários

0 Ações
1 comment
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TAMBÉM PODE GOSTAR

Inauguração dupla na Casa roberto marinho

A Casa Roberto Marinho inaugurou ontem à noite (5/12) duas exposições com casa cheia, apesar da chuva. A mostra “O Jardim”, que ocupa todo o térreo, reúne 11 artistas contemporâneos convidados por Lauro Cavalcanti, diretor do instituto, a criar múltiplos inspirados pela temática ‘jardim’.
Leia mais