A arquitetura da “nova escola”, por Denise Barretto

0 Ações
0
0
0

Os desafios da arquitetura da “nova escola” por Denise Barretto

A profissional, que nos últimos anos liderou projetos arquitetônicos em importantes instituições de ensino, fala sobre a evolução dos projetos na área educacional

Pura Comunicação

 

“Tento ver o novo para aplicar na linguagem arquitetônica e, então, da melhor forma possível, criar o atemporal de maneira inédita”, aponta.

Quando recebeu a tarefa de renovar o Laboratório Steam do Colégio Bandeirantes, ela colocou isso em prática, a fim de proporcionar novas experiências para os estudantes.

“No processo de criação tudo flui como um enorme mosaico de texturas, cores e formas”.

O ineditismo, para Denise, surge dessa mistura de elementos que se fundem em arquitetura, interiores e paisagismo.

“Uma obra ganha individualidade com a somatória de detalhes selecionados e nunca vistos em conjunto”, diz ela, que persegue esse objetivo de maneira incansável.

Nas últimas décadas, as mudanças no segmento educacional não se restringiram apenas às questões comportamentais, culturais e tecnológicas, a arquitetura das escolas e universidades também sofreu grandes transformações para melhor atender os alunos.

Denise Barretto, arquiteta com três décadas de carreira e a realização de projetos em variados segmentos, encarou mais um desafio fantástico nos últimos dois anos: a arquitetura de interiores para projetos na área da educação.

“São experiências totalmente diferentes, mas que se complementam. A realização desses trabalhos trouxe para mim e minha equipe uma expertise que poucos escritórios possuem”, comenta a arquiteta.

Em um espaço de 500 m², o jardim vertical indica o início das surpresas.

 

O hall de entrada do laboratório com assentos modulares coloridos Ovo e jardim vertical Vertigarden, Colégio Bandeirantes por Denise Barretto
O hall de entrada do laboratório é composto por assentos modulares coloridos Ovoo e jardim vertical Vertigarden. Fotos Raphael Briest

 

 

Assentos Modulares da Ovo
Fotos Raphael Briest

 

 

Atualmente, para construir ou reformar uma instituição de ensino, é necessário deixar para trás velhos padrões.

Segundo Denise, os corredores e salas de aula tradicionais deixam de ser a estrutura da nova escola, que se abre para espaços integrados entre si, que podem aumentar ou diminuir conforme a necessidade das turmas ou dos temas desenvolvidos.

Sendo assim, as escolas passam a ter cada vez mais espaços multifacetados, que se inter-relacionam nos mais diversos usos desde Laboratório Maker, que pode se confundir com o atelier de artes, ou auditórios que são teatros ou arenas de debates.

As paredes deram lugar a divisórias móveis, que dão origem a quatro salas e um auditório.

Além de acústicas, essas divisões podem ser usadas como lousa ou para projetar audiovisual.

 

Divisórias executado pela Saeng no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
As divisórias de correr coloridas separam ou integram os ambientes do laboratório multidisciplinar do Colégio Bandeirantes, executado pela Construtora Saeng.

 

corredor com divisórias coloridas, no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

Divisórias e portas coloridas no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

corredor e anfiteatro do no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Destaque para a integração do laboratório com o anfiteatro, que foi projetado com materiais adequados para obter a acústica necessária.

 

parede plantas vertical, assentos ovo e anfiteatro no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

corredor com assentos ovo e parede vertical no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

Além disso, a consciência de sustentabilidade também está presente com muita força, como por exemplo nos materiais dos revestimentos, no mobiliário, na luminotécnica, nos espaços de convivência repletos de áreas verdes, e que muitas vezes estão na vertical.

Porém, mesmo com tantas transformações, Denise mantém a preocupação com a identidade de cada instituição: “Cada escola tem o seu próprio DNA e suas características, o nosso projeto reafirma e propõe de modo atual a marca de cada uma delas”, lembra.

“Neste ponto, a experiência de anos do nosso escritório no Market Design em propor um brand para nossos clientes comerciais, nos deu uma enorme base para propor espacialmente a identidade de uma escola” completa.

 

auditório do Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
O anfiteatro para atividades culturais, integrado ao laboratório multidisciplinar, é decorado com almofadas Codex Home  e bancos A Lot of Brasil.

 

auditório do Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

auditório no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

arquibancada do auditório no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

escadas da arquibancada no Colegio Bandeirantes por Denise Barretto
Fotos Raphael Briest

 

“Acredito que emocionar as pessoas com um espaço é o melhor que posso imprimir na personalidade de um projeto”.

 

Sobre o Escritório Denise Barretto Arquitetura

A marca conta com uma equipe multidisciplinar de arquitetos, designers e parceiros diferenciados que ajudou a construir uma trajetória profissional sólida.

Juntos, apostam na funcionalidade dos espaços e na integração entre áreas internas e o paisagismo como a base de projetos modernos.

 

 

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

 

TAG: Denise Barretto

comentários

0 Ações
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TAMBÉM PODE GOSTAR
aviao parado num pedestal do motel

Motel – Le Baron

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]  EM SE FALANDO EM OUSAR: Desde que as…
Leia mais