Tag: revestimentos

Newsletter

Livros do mês da Conexão Décor 

Galeria Gozto

Instagram

@conexaodecor
  • Tons claros, neutros e naturais,
poucos móveis e espaços integrados e fluidos
marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). 

Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. 

Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. 

“A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela.

Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. 

“Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. 

Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.
 
Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com

Arquitetura: @paulamullerarquiteta 
Fotografias: Maura Mello
  • Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
  • A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
  • Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
  • Uma mesa singela, na minha casa, para homenagear o primeiro dia da primavera.
  • Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
  • 21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
  • Micro loft 

Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço.

“Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele.

Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla.

“Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. 

“Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura.

Vai lá no site saber mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Arquitetura: casacururu 
@luizaschreier.archphoto 📸
  • Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Tons claros, neutros e naturais,
poucos móveis e espaços integrados e fluidos
marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). 

Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. 

Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. 

“A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela.

Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. 

“Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. 

Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.
 
Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com

Arquitetura: @paulamullerarquiteta 
Fotografias: Maura Mello
Tons claros, neutros e naturais,
poucos móveis e espaços integrados e fluidos
marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). 

Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. 

Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. 

“A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela.

Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. 

“Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. 

Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.
 
Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com

Arquitetura: @paulamullerarquiteta 
Fotografias: Maura Mello
Tons claros, neutros e naturais,
poucos móveis e espaços integrados e fluidos
marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). 

Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. 

Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. 

“A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela.

Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. 

“Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. 

Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.
 
Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com

Arquitetura: @paulamullerarquiteta 
Fotografias: Maura Mello
Tons claros, neutros e naturais,
poucos móveis e espaços integrados e fluidos
marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). 

Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. 

Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. 

“A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela.

Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. 

“Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. 

Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.
 
Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com

Arquitetura: @paulamullerarquiteta 
Fotografias: Maura Mello
Tons claros, neutros e naturais,
poucos móveis e espaços integrados e fluidos
marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). 

Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. 

Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. 

“A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela.

Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. 

“Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. 

Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.
 
Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com

Arquitetura: @paulamullerarquiteta 
Fotografias: Maura Mello
Tons claros, neutros e naturais, poucos móveis e espaços integrados e fluidos marcam este apê de 140m2, no bairro dos Jardins (SP). Em busca de mais espaço, um casal na faixa dos 40 anos, com uma filha de dois anos, comprou este apartamento de 140m2, no bairro dos Jardins (zona sul de São Paulo), e logo encomendou um projeto de reforma e decoração à uma arquiteta com escritório na capital paulista. Insatisfeita com o resultado e o atendimento, por recomendação de uma amiga que mora no Rio de Janeiro, a nova proprietária decidiu então contratar a arquiteta carioca Paula Müller, que topou o desafio na hora e fez um novo projeto, do zero. “A cliente pediu um apartamento com poucos móveis para deixar a circulação mais leve e fluida, decoração clara, neutra e visualmente clean, com o mínimo possível de cores, além de muitos armários, já que o imóvel anterior era carente de espaços de armazenamento”, conta Paula. “Podemos dizer, então, que este foi o conceito que norteou todo o projeto”, define ela. Com a reforma, o apartamento foi praticamente colocado abaixo. No novo layout desenhado pela arquiteta, a varanda gourmet e a cozinha – antes isoladas, por exemplo -, foram integradas ao living central. “Colocamos a mesa de jantar, com oito cadeiras, no espaço da varanda gourmet, já que no outro lado do living, bem em frente à bancada de cocção tipo península da cozinha, fica a mesa de almoço, com quatro cadeiras”, informa ela. “Por ser repleta de armários e ainda contar com churrasqueira e depurador camuflado na marcenaria, a bancada em corian da varanda gourmet se tornou um apoio super prático à mesa de jantar, deixando este espaço mais independente da cozinha”, acrescenta. Já os outros cômodos do apartamento foram redivididos com a ajuda de armários-divisórias e painéis de marcenaria. Até o hall do elevador, que é privativo, foi renovado, seguindo a mesma linguagem estética adotada na área social.   Vai lá no site descobrir mais sobre esse projeto. Acesse: www.conexaodecor.com Arquitetura: @paulamullerarquiteta Fotografias: Maura Mello
8 horas ago
View on Instagram |
1/9
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. 

Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras.

Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. 
O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. 

“Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco.

Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David.

Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal.

Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. 
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio 

@dbarq01 / @dbarquitetos 
@franparente 📸
Arquiteto David Bastos mostra seu novo pied-à-terre, no Rio de Janeiro, com ares parisienses. Há dois anos, um edifício de esquina em Copacabana, construído em 1946, chamou a atenção de David Bastos - prestes a ser tombado, o prédio com estética Art Déco não demorou muito a ter uma unidade à venda, arrematada pelo arquiteto, que vive entre Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, cidades onde mantém escritório, tocando projetos internacionais e em diversas capitais brasileiras. Com 250m², embora o apartamento não tenha vista para a famosa praia carioca, outras vantagens atraíram o morador, como os cômodos voltados para a rua e um generoso pé-direito, com três metros de altura. O prédio de 77 anos inspirou David a manter a atmosfera típica dos anos 1940, com um toque parisiense, acrescentando a ela um mix mais moderno nas peças de decoração. “Evitamos fazer muitas inferências para manter as características arquitetônicas do apartamento e alteramos a área de serviço e os quartos. Além disso, trocamos toda a parte elétrica, hidráulica e o sistema de ar-condicionado”, conta o arquiteto, acostumado a seguir uma linguagem mais contemporânea em seus projetos – segundo ele, foi a primeira vez que trabalhou com o estilo art déco. Um dos destaque no projeto é o lavabo todo espelhado, com bancada desenhada pelo arquiteto, esculpida em mármore e apoiada sobre uma base de latão. “Virou o point da selfie no apartamento”, brinca David. Para arrematar, os cômodos foram recheados com obras de arte brasileiras, de nomes como Di Cavalcanti, Tunga, Amilcar de Castro, Genaro de Carvalho, Sonia Ebling, Burle Marx, Leda Catunda, Antônio Dias, Nádia Taquary, Tuca Reinés, Flávia K, entre outros. “Ao longo dos nove meses de obra, eu mesmo gestei cada detalhe, cada móvel, cada obra de arte. Foi tudo concebido de acordo com o planejado”, finaliza o arquiteto, orgulhoso do novo pied-à-terre em sua cidade natal. Vai lá no site ver a matéria completa, está recheada de fotografias. Acesse: www.conexaodecor.com Ou link na Bio @dbarq01 / @dbarquitetos @franparente 📸
2 dias ago
View on Instagram |
2/9
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos 

O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos.

Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos.

Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado.

“O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu.

Vai lá no site saber mais sobre o projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Projeto: @manuela.santos.arquitetura 
@andrenazarethfoto 📸
A casa dos sonhos O sonho de um casal de advogados: morar numa casa cercada pela natureza para desfrutar de mais tempo com seus três filhos. Para essa empreitada, a reforma da casa em meio a natureza do bairro do Jardim Botânico (RJ), convidaram a arquiteta Manuela Santos para projetar a casa dos sonhos. Como o casal trabalha de forma híbrida e tem dois filhos pequenos e um adolescente, passam muito tempo juntos. Por isso, o detalhamento dos espaços, pensados para acompanhar o dia-a-dia dos integrantes da família, merece ser evidenciado. “O desejo dos moradores era um lar amplo e incorporado à área externa no pavimento térreo. Para isso, pensamos numa grande sala de estar, trabalhando com poucos móveis, entre eles um sofá em “L” voltado para a vegetação. Na cozinha, criamos uma pequena copa de apoio que conta com uma bancada junto à janela com vista para o verde do paisagismo”, explica afirma Manu. Vai lá no site saber mais sobre o projeto. Acesse: www.conexaodecor.com Ou link na Bio Projeto: @manuela.santos.arquitetura @andrenazarethfoto 📸
4 dias ago
View on Instagram |
3/9
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ.

Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. 

Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich.

Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? 
Um sonho.
Conheça a Poppy, Daisy, Dolly, Cleo, William, Piglet e TJ. Essas lindas ovelhas são uma criação do americano, Lewis Miller, um mago do design floral. Dois momentos diferentes nas imagens…no Museu de Arte de Aspen e em frente a uma casa em Greenwich. Absolutamente encantada com o trabalho do @lewismillerdesign - já pensou em ter um gramado repleto dessas fofuras!? Um sonho.
5 dias ago
View on Instagram |
4/9
Uma mesa singela, na minha casa, para homenagear o primeiro dia da primavera.
Uma mesa singela, na minha casa, para homenagear o primeiro dia da primavera.
6 dias ago
View on Instagram |
5/9
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! 

Imagens: 
© Todos os direitos reservados aos responsáveis
Olá, primavera! Imagens: © Todos os direitos reservados aos responsáveis
6 dias ago
View on Instagram |
6/9
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo 

O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. 

Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! 
Série em parceria com a @arte.in.forma 

Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria?
Ou a história de determinado mobiliário?
Nos vamos te contar!
Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! 

Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
21° capítulo O nome é esquisito, e o hábito um tanto estranho…mas foi muito comum nos séculos passados. Escarradeira é o tema de hoje do nosso Glossário Décor! Série em parceria com a @arte.in.forma Sabe aquele termo de decoração que você não faz ideia do que seria? Ou a história de determinado mobiliário? Nos vamos te contar! Arrasta para ver o carrossel e descobrir mais! Quer saber sobre os capítulos anteriores? Veja nos destaques, estão todos lá.
1 semana ago
View on Instagram |
7/9
Micro loft 

Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço.

“Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele.

Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla.

“Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. 

“Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura.

Vai lá no site saber mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Arquitetura: casacururu 
@luizaschreier.archphoto 📸
Micro loft 

Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço.

“Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele.

Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla.

“Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. 

“Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura.

Vai lá no site saber mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Arquitetura: casacururu 
@luizaschreier.archphoto 📸
Micro loft 

Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço.

“Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele.

Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla.

“Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. 

“Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura.

Vai lá no site saber mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Arquitetura: casacururu 
@luizaschreier.archphoto 📸
Micro loft 

Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço.

“Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele.

Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla.

“Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. 

“Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura.

Vai lá no site saber mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Arquitetura: casacururu 
@luizaschreier.archphoto 📸
Micro loft 

Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir.

Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço.

“Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele.

Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla.

“Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. 

“Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura.

Vai lá no site saber mais sobre esse projeto.
Acesse: www.conexaodecor.com 
Ou link na Bio 

Arquitetura: casacururu 
@luizaschreier.archphoto 📸
Micro loft Casal que adora viajar troca amplo apartamento, em Ipanema, por micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, em busca de uma vida prática e mais liberdade de ir e vir. Com a vida profissional e financeira estáveis e as viagens cada vez mais frequentes, o casal Rubens Oliver (engenheiro ambiental) e Jane Oliver (fisioterapeuta) decidiu trocar o amplo apartamento onde morava, em Ipanema, por este micro loft de apenas 30m2, no mesmo bairro, para ter uma vida prática e mais liberdade de ir e vir. Assim que recebeu as chaves, Rubens saiu em busca de um profissional para fazer o projeto do novo lar, até que um funcionário do condomínio o apresentou ao arquiteto Richard de Mattos, que estava reformando outro imóvel, no mesmo endereço. “Eu tinha recém acabado uma sociedade de mais de cinco anos na Pílula Arquitetura para abrir um escritório em carreira solo, que batizei de Casa Cururu. Conheci o casal nesta fase de reestruturação da minha vida profissional e logo surgiu uma amizade entre nós”, lembra Richard, que posteriormente também fez um projeto para a mãe do Rubens, no mesmo edifício. “Em pouco tempo, virei o arquiteto da família”, brinca ele. Originalmente, o imóvel era bem compartimentado, com cômodos minúsculos, mal distribuídos e sem iluminação natural. O arquiteto derrubou praticamente todas as paredes para criar uma planta livre e mais ampla. “Como a cozinha ficou instalada em uma parede com dois basculantes, usamos uma prateleira de ponta a ponta para emoldurar a parte inferior dos vãos. Na parte superior, instalamos armários até o teto, também em toda a extensão da parede, para guardar itens que não serão tão usados no dia-a-dia”, detalha o arquiteto. “Nosso maior desafio neste trabalho foi projetar, em uma única parede com dois basculantes de ventilação, uma cozinha com todos os equipamentos e espaços de armazenamento necessários para atender a uma residência  que não é de temporada”, finaliza o arquiteto Richard de Mattos, da Casa Cururu Arquitetura. Vai lá no site saber mais sobre esse projeto. Acesse: www.conexaodecor.com Ou link na Bio Arquitetura: casacururu @luizaschreier.archphoto 📸
1 semana ago
View on Instagram |
8/9
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! 

Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! 

Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários.

Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos.

“Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea.

Quer ver e saber mais!? 
Vai lá no site.
Acesse: www.conexaodecor.com
Ou link na Bio.

Projeto: @andreachicharo 
@andrenazarethfoto 📸
Nada ficou no lugar! Uma reforma radical, daquelas em que praticamente nada fica de pé! Paredes vieram abaixo, esquadrias foram trocadas, banheiros construídos, e até a grande piscina – que era o destaque da varanda, foi retirada e substituída por outra bem menor, em outro local da área externa. Tudo para deixar o imóvel perfeito para os novos proprietários. Foi o que a arquiteta Andrea Chicharo precisou fazer nesse apartamento duplex em Ipanema, para adaptar o imóvel aos novos moradores: uma família formada pela mãe e dois filhos já crescidos. “Apesar de amplo, o apartamento tinha apenas uma grande suíte no primeiro andar. O segundo piso era todo com salas, uma grande área de serviço e uma cozinha pequena. Para essa família, no entanto, foi necessário criar espaços individualizados para três adultos”, conta Andrea. Quer ver e saber mais!? Vai lá no site. Acesse: www.conexaodecor.com Ou link na Bio. Projeto: @andreachicharo @andrenazarethfoto 📸
1 semana ago
View on Instagram |
9/9

Pinterest

Facebook