Conhecida por celebrar a união entre peças antigas e contemporâneas, a mostra Modernos Eternos BH acontece neste ano em formato 100% virtual. 59 profissionais assinam 39 ambientes, no evento que também abre as portas para a arte e a cultura

O conceito mix&match é o alicerce da mostra Modernos Eternos, que em 2020 acontece, na edição mineira, entre 3 e 30 de novembro. Este ano, o evento ocorre por plataforma digital, no site modernoseternosbh

A mistura entre peças antigas e contemporâneas é o que guia a mostra, um espaço aberto também para a arte e a cultura.  São 39 ambientes assinados por 59 profissionais e 35 empresas parceiras, marcas que ofertam soluções em design para todos os estilos.

MOSTRA MODERNOS ETERNOS: CASAMENTO PERFEITO ENTRE PASSADO E PRESENTE. imagem de render de uma sala com teto com ripa de madeiras e dois sofás curvos com janelas grandes

Sala de estar e almoço por: Juliana Lima Vasconcellos




O imóvel, localizado entre a Praça do Papa e a Serra do Curral, recebe não apenas a 5ª edição, 100% virtual, como também prepara o terreno para o evento em 2021, quando a 6ª edição, marcada para o primeiro semestre, será realizada no formato original, presencial, e também digital, modelo que chegou para ficar. A concepção online é viabilizada em parceria com a ReVirtua, empresa de novas tecnologias.

MOSTRA MODERNOS ETERNOS: CASAMENTO PERFEITO ENTRE PASSADO E PRESENTE. Na casa pouso Alto brutalista com painel na fachada

Imagem em render da casa em BH, arquitetura Brutalista. Com painel de azulejos na fachada

Lounge Bilheteria por: Cirkel Arquitetura Corporativa

Nesta edição da Modernos Eternos, aclamado chef mineiro Leo Paixão  conta com os parceiros Gui&Gabi, que chegaram da Espanha este ano para abrir um restaurante em Belo Horizonte e, com a pandemia, precisaram dar uma pausa no projeto e criaram um delivery, que é preparado da cozinha de casa. O restaurante ficará pronto em breve, trazendo para a capital mineira mais um local sensacional para se comer muito bem. Além do Gui&Gabi, o Glouton, Nicolau Bar da Esquina e Nico Sanduíches completam a ala gourmet.

MOSTRA MODERNOS ETERNOS: CASAMENTO PERFEITO ENTRE PASSADO E PRESENTE. Render de imagem da varanda da casa com teto em concreto com colmeias.

Lounge Sota por: William Ramos Abdalla, Laura Costa e Paulo Assis

Um dos principais objetivos da Modernos Eternos é dar visibilidade para profissionais e fornecedores, ampliando a noção da simples exposição de seus trabalhos, para uma realidade mais palpável sobre as oportunidades de comercialização, fomentando o mercado de arte, design, decoração, arquitetura, e toda a cadeia produtiva do setor, incluindo os lançamentos anuais.

A identidade da mostra está em promover estímulos e experiências sob um ponto de vista cultural e de lifestyle diferente, unindo o design consagrado a objetos com significado atemporal.

Nosso objetivo é levar esta experiência única, em que o visitante se sente passeando por uma galeria de arte, uma exposição contemporânea com suas instalações, ou mesmo um museu, compartilhando e expandindo o conceito da mostra (ver, sentir, apreciar e aprender) para outros públicos“, diz Josette Davis, curadora e realizadora da mostra na capital mineira.

Imagem em render da uma sala com teto ripado de madeira e triangulos pretos com spots.

Lounge Modernista por: Fernanda Ferreira

Uma série de eventos paralelos se somam à programação, com atividades especiais e ações de cultura, arte, moda e história. No pontapé para a temporada cultural, chamada Modernos Talks, a face frontal da casa Pouso Geométrico, que abriga a Modernos Eternos, irá receber uma grande projeção mapeada. Em 17 de novembro, nos elegantes arcos do imóvel nascerão formas, desenhos, fragmentos, em ritmo e cor, em uma leitura poética da fachada concebida pelo arquiteto Gustavo Penna.

 

POUSO GEOMÉTRICO

Com o panorama aberto para o horizonte da cidade, a construção que abriga a Modernos Eternos 2020 foi projetada em 1977 pelo arquiteto mineiro William Ramos Abdalla e concluída em 1981, com inspiração em um curioso movimento da arquitetura, o brutalismo.MOSTRA MODERNOS ETERNOS: CASAMENTO PERFEITO ENTRE PASSADO E PRESENTE. Fcahada da casa Pouso Alto, brutalista, sede da mostra virtual de decoração

Batizada Pouso Geométrico, a residência está inserida harmonicamente ao contexto paisagístico, em um caminho de sintonia com a carta solar e a implantação arquitetônica no terreno. A casa repousa na visão descortinada em 360º entre a Serra do Curral, ao Sul, e a Praça do Papa, com o horizonte da cidade, ao Norte.

A estrutura quadrada sustentada por pilares recebe moldura em concreto e a Serra do Curral aparece em toda sua magnitude em generosas superfícies envidraçadas. Um diálogo entre as montanhas e o horizonte, a morada é uma verdadeira obra de arte e está entre as mansões mais icônicas da cidade, para deleite de arquitetos do mundo inteiro.

Uma foto de um pilar alto em cimento com montanhas ao fundo. Casa Pouso Alto em BH

MOSTRA MODERNOS ETERNOS: CASAMENTO PERFEITO ENTRE PASSADO E PRESENTE. Render da fachada casa Pouso Alto, brutalista , com dois arcos altos em cimento

Imagem em reder da fachada

 

MOSTRA MODERNOS ETERNOS: CASAMENTO PERFEITO ENTRE PASSADO E PRESENTE. Imagem em render na casa brutalista, de lado, um pilar em concreto e a caixa de vidro suspensa. Embaixo um lounge com sofá branco e puff

Bilheteria Lounge por: Ana Andréa Barra, Alessandra Vilella e Gilza Carvalho

MODERNOS ETERNOS STREET

O Modernos Eternos Street é uma ação já consagrada do evento. Em 2019, 13 arquitetos e designers idealizaram cadeiras e bancos para uma instalação na Praça do Papa. A partir da aplicação de diferentes soluções em aço, com fornecimento da Arcelormittal, peças funcionais e arrojadas permitiram uma interatividade maior com o público.

Para esta edição, com a restrição da ocupação de espaços públicos devido à pandemia, a mostra firmou parceria com o Ponteio Lar Shopping, que abrigará a Modernos Eternos Street 2020. A ação marca o calendário de início da mostra, trazendo para a cidade um pouco mais do olhar moderno e artístico característico do evento.

Profissionais foram desafiados a criar estampas utilizando a paleta de cores 2021 da Sherwin-Williams, para revestir as quatro faces de 24 caixas em MDF branco, da Berneck, em parceria com a Distribuidora Madeira Paranaense, produzidas pela Brasil Criações, companheiros na exposição.

As caixas receberão, por dentro, uma intervenção por 24 artistas plásticos, que as transformarão em dioramas, seguindo o tema Literatura clássica brasileira. Cada artista vai interpretar uma cena estática de um livro, com curadoria da Academia Mineira de Letras, apoiadora da Modernos Eternos nessa iniciativa.

A curadoria dos artistas foi feita por Marcos Esteves e Paulo Apgáua. A ideia, concebida por Carolina Davis e Rafael Medeiros, é sair da caixa e usar a criatividade para repensar um objeto comum, fazendo dele algo extraordinário.

 

SOLIDARIEDADE E RESPONSABILIDADE SOCIAL

O passe solidário Modernos Pass é uma iniciativa criada nesta edição da Modernos Eternos para apoiar o projeto Dias Melhores. Trata-se de um movimento integrado por um grupo de mulheres e empresárias que se uniram voluntariamente para a campanha de contribuição na luta contra a COVID-19, em diferentes frentes de ação.

O trabalho tem o objetivo de criar a ponte entre necessidades urgentes e empresas e pessoas dispostas a fazer parte dessa corrente de amor e solidariedade. Na etapa em curso, a campanha se une ao projeto Comunidade Viva sem Fome, que atende, com a distribuição de cestas básicas, a população carente e mais vulnerável de Belo Horizonte e região metropolitana.

 

SOBRE A MODERNOS ETERNOS

Esta é a 5ª edição da Modernos Eternos em BH, criada em São Paulo em 2014, onde neste ano a 7 ª edição também aconteceu em modelo 100% virtual. Agora, o evento toma o prumo da expansão. A ideia é ampliar o alcance, com a aposta no sucesso de uma nova fase. Começando pelo Rio de Janeiro, está previsto o nascimento de outras franquias pelo país.

Sócio fundador e curador em São Paulo, o jornalista, editor e empresário Sergio Zobaran é pioneiro em curadoria de mostras no Brasil desde 2011. Tem 35 anos de atuação no mercado, em um relacionamento único com o segmento de arquitetura, design e decoração.

Na capital mineira, a realização e curadoria fica por conta de Josette Condurú Davis, sócia da Modernos Eternos. Josette trilhou um caminho frutífero ao longo do trabalho em revistas de decoração e moda, que desempenhou entre 1985 e 2015, além de consultoria para empresas do ramo.

Desde 1992, é sócia-diretora da Sette Promoções e, em 2007, lançou a Morar Mais por Menos em Belo Horizonte. Em 2016, trouxe a Modernos Eternos para a cidade. Nas horas vagas, é ativista ambiental – mantém um santuário de vida silvestre.

Mais imagens:

Imagem em render de uma quarto, na casa brutalista, teto em concreto com colmeias. Cama no centro em paineis em madeira ao lado

Suíte da Serra por: Sílvia Hermanny

 

Imagem em render de uma sala de jantar com cadeiras antigas azuis, teto ripado em madeira

Lounge Modernista por: Fernanda Ferreira

 

Na casa brutalista em BH, mostra de decoração.

Bar Aurum por: Andrea Buratto e André Motta

 

Mostra de decoração virtual, iamgem em render de uma sala com teto todo ripado de madeira formando casulos , tapete branco e sofás brancos

Estar e contemplar por: Beatriz Siqueira e Arquitetos Associados

 

Mostra de decoração virtual, imagem em render de uma sla com teto, paredes e piso em madeira. Mesa redonda e um banco em volta

Sala da Adega por: Isabela Cabral

 

Imagem em render de um quarto que tem na parede de fundo da cama, um papel de parede com marcas de pneus derrapando

Suíte Derrapagem por: Cássio Gontijo

 

Já segue a Conexão Décor nas redes sociais?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

Conheça também nosso Pinterest! Repleto de imagens para te inspirar.

Celina Mello Franco

 

tag: Modernos Eternos

comentários