A posição do piano foi o ponto de partida do projeto de reforma e decoração desse apartamento situado no Leblon, com 130m2, onde todos os cômodos foram trabalhados pela arquiteta Carmen Zaccaro.

Toda a decoração é nova, exceto algumas peças importantes para a cliente, como o piano, a escrivaninha com pé de ferro verde (usado como louceiro na sala de jantar), gravuras de Picasso, uma poltroninha e um baú de madeira. Peças com valor afetivo para Maria Cândida Volpini, 70 anos, pianista.

Posição do piano como ponto de partida do projeto de reforma e decoração. Piano posicionado ao lado da janela. Em cima um estante de ferro e madeira

O projeto contemplou a eliminação de um quarto para ampliar a sala e o quarto de empregada, que virou área de serviço, ampliando bastante a cozinha. Com essas intervenções também foi possível criar uma copa, que antes não havia, e integrar a cozinha com a sala com uma porta de correr de cor tomate.

Copa na cozinha com mesa saarinen redonda e cadeiras vermelhas

Mesa Saarinen, da Tok Stok / Cadeiras, da Velha Bahia

Pedido especial da moradora: a cliente queria uma sala ampla e confortável para receber amigos músicos e promover saraus de música. O que norteou a ambientação e o projeto foi a posição do piano. A cliente também pediu uma cozinha clara e moderna, além de uma copa com uma “vitrine” para expor a coleção de copos e louças antigas.

Posição do piano como ponto de partida do projeto de reforma e decoração. Sala ampla com sofá claro e mesa de centro em madeira

Tapete: Galeria Hathi / Poltrona Kilim, assinada por Sérgio Rodrigues, do Arquivo Contemporâneo / Sofá, da Way Design

Buffet em madeira, com bandeja de vidro , com copos e garrafas . em cima quatro gravuras e ao lado um arranjo de folhagens

O decór tem uma leve pegada industrial, com presença de tijolinhos rústicos, marcenaria com metal e madeira e iluminação de trilhos com luminárias aparentes.

Posição do piano como ponto de partida do projeto de reforma e decoração. Piano ao lado da varada, no fundo da parede de tijolinho e em cima uma estante de ferro e madeira.

Na cozinha, as paredes foram revestidas com cerâmica tipo metrô e os armários têm portas de vidro branco ou acabamento em laminado de madeira, seguindo o padrão da marcenaria da sala.

Cozinha clara e ampla, com armarios em madeira e trilho preto no teto

Já na área da copa a arquiteta criou um armário suspenso de metal preto e vidro para guardar a coleção de louças e copos antigos. Ela também abriu um grande vão entre copa e sala com uma porta de correr na cor tomate, que permite integrar ou isolar a cozinha, quando necessário.

Sala com parede de tijolinho branco, porta de correr para a cozinha na cor vermelha e mesa de jantar redonda

Mesa Jantar, assinada por Jader Almeida, do Arquivo Contemporâneo

 

Cozinha ampla, com armarios com porta de madeira, mesa redonda e duas cadeiras vermelhas

Mesa Saarinen, da Tok Stok / Cadeiras, da Velha Bahia

Na parte interna, o aconchego foi proporcionado pela cor azul e muito uso de madeira. No quarto de hóspedes a opção do azul mais escuro para fazer  contraste com a palhinha da cabeceira da cama.

Quarto com cama de casal, painel em madeira atras da cama. Parede e fundo azul clarinho

Quarto da moradora: Painel da cama e mesas cabeceira, da Canto de Dormir / Quadro, do Studio Grabowsky

Quarto com cama de casal, tv na parede em frente a cama e ao lado armario em madeira

Quarto de casal com cama com cabeceira em palhinha, e a parede ao fundo pinada com um aul escuro

Quarto de hóspedes: Cama e mesas de cabeceira: Canto de Dormir

Lavabo com cuba esculpida e uma faixa de espelho no painel de madeira

Do ponto de vista da cliente, o ponto alto do projeto foi a forma como o piano foi inserido na decoração, posicionado ao lado da varanda para receber luz natural pela lateral. Desenhada pela arquiteta, a estante de metal preto e freijó ao redor do piano, com uma parede revestidas com tijolinhos como fundo, deixou o cantinho do piano bastante aconchegante.

Posição do piano como ponto de partida do projeto de reforma e decoração. Mulher sentada no banco do piano

Maria Cândida Volpini, pianista.

Do que você, como profissional, mais gosta nesse projeto? “Gostei muito da mistura equilibrada de materiais e da fluidez dos espaços. A participação da cliente na escolha de cada detalhe da decoração resultou em uma casa cheia de personalidade”, avalia a arquiteta Carmen Zaccaro.

Fotos: Juliano Colodeti, do MCA Estudio

 

 

 

Já segue a Conexão Décor nas redes sociais?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

Conheça também nosso Pinterest! Repleto de imagens para te inspirar.

Celina Mello Franco

 

tag: piano

comentários