Sem contato físico, a tecnologia capta o movimento dos visitantes e propicia uma interação com sons e imagens em alta definição;

IMFUSION será aberto ao público em 29 de outubro, respeitando os protocolos das autoridades sanitárias.

 

O desenvolvimento de novas tecnologias e as conquistas científicas têm impactado a forma como o ser humano se relaciona com a natureza em escalas de proporções paradoxais. Ao mesmo tempo que manipulamos formas diminutas – como vírus e bactérias – exploramos imensidões como a Lua ou Marte.

IMFUSION é uma instalação tecnológica que propicia uma experiência lúdica, capaz de despertar reflexões sobre a forma como interagirmos com o micro e o macro, em diferentes contextos e ambientes.

Imersão em ambientes lúdicos e escalas paradoxais inspiram instalação no Museu do Amanhã, no Rio. Render da exposiçao

Desenvolvida pela DeepLab Project, produzida pela Dellarte, IMFUSION abre ao público em 29 de outubro, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. O agendamento para experiência é feito no momento da compra do ingresso de acesso ao Museu pelo site da www.ingressorapido.com.br/home. A visitação à instalação está sujeita à disponibilidade dos horários em aberto no dia. O agendamento poderá ser feito a partir de 26 de outubro.

A medida visa cumprir os protocolos estipulados pelas autoridades sanitárias em razão da pandemia de Covid-19, limitando o número de visitantes, tanto no Museu quanto para a IMFUSION. O funcionamento é das 10h às 17h e a instalação poderá ser vista até 29/11.

Do micro ao macro três cenários são explorados: da molécula à diversidade de uma floresta até a imensidão do universo. Em 12 minutos, os visitantes estarão imersos em formas coloridas e interagindo por meio de sensores com projeções plenas de efeitos especiais – gráficos e sonoros. A tecnologia empregada dispensa a necessidade do contato físico e a fantasia se faz por meio da aproximação.

imagem em render da exposição com projeções graficas


Em uma sala escura, com 5,7 metros de largura, 4 metros de altura, e 10,4 metros de profundidade, câmeras e sensores captam a movimentação da pessoa que passa a interferir randomicamente nas exibições. Uma metáfora da interação do Homem com a natureza.

Imersão em ambientes lúdicos e escalas paradoxais inspiram instalação no Museu do Amanhã, no Rio. Imgem em render da expossição grafica

Apenas seis pessoas são admitidas por sessão, respeitando o distanciamento social. Uma cortina de tecido, com tratamento antibacteriano, e potentes equipamentos de filtragem do ar são parte dos cuidados.

Imagem em render da exposição grafica no museu do amanhã

Os sensores de movimento permitem ao visitante participar da transformação do conteúdo projetado”, conta o idealizador da experiência Felipe Reif.

Queremos reforçar a percepção de que o individual tem reflexo no coletivo, transformando todo o ambiente em que vivemos”, completa. O conteúdo para IMFUSION foi criado por mais de 10 pessoas entre Brasil, Chile e Estados Unidos.

Mesmo projetada antes da pandemia, a instalação já previa a interação sem necessidade de contato físico num trajeto de sentido único para os visitantes, impedindo o retorno ao início.

“No atual contexto, essas características foram essenciais para a escolha do projeto produzido pela Dellarte e co-realizado pela BM Produções”, conta Steffen Dauelsberg, diretor executivo da empresa. “São medidas determinantes para o segmento de instalações interativas”, completa o diretor.

A vinda da IMFUSION para o Museu do Amanhã é parte de nossa estratégia de apresentar novidades aos nossos visitantes. Estamos sempre focados em expandir a narrativa da Exposição de Longa Duração do nosso museu, apresentando ao público, em diferentes formatos e conteúdos, reflexões sobre que Amanhãs queremos construir desde já”, afirma Eduardo Carvalho, editor artístico do IDG, instituição gestora do Museu do Amanhã.

Esta é a primeira atração temporária desde a reabertura do Museu, fechado até setembro devido à pandemia da Covid-19. Estamos sendo bem cuidadosos para que o visitante vivencie esta experiência com segurança e qualidade”, complementa Carvalho.

Imersão em ambientes lúdicos e escalas paradoxais inspiram instalação no Museu do Amanhã, no Rio

 

Em razão da pandemia, o Museu do Amanhã adotou as seguintes medidas:

  • redução da capacidade de visitantes simultâneos;
  • uso obrigatório de máscaras cobrindo nariz e boca;
  • medição, na entrada, da temperatura dos colaboradores e do público;
  • uso de tapetes sanitizantes;
  • totens de álcool gel;
  • sinalização de distanciamento entre as pessoas;
  • percurso de orientação única;
  • higienização constante dos equipamentos interativos.

SERVIÇO

Data: de 29 de outubro a 29 de novembro de 2020

Horário: de quinta-feira a domingo, das 10h às 17h (último horário de entrada às 16h)

Local: Museu do Amanhã, Praça Mauá, 1 – Centro. Rio de Janeiro

Entrada para o Museu: acesse: www.ingressorapido.com.br/home

Ingressos para o Museu: R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia-entrada)

IMPORTANTE: Para participar da experiência é preciso, após a compra do ingresso de acesso ao Museu pelo www.ingressorapido.com.br/home, realizar o agendamento no mesmo site.

 

 

Já segue a Conexão Décor nas redes sociais?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

Conheça também nosso Pinterest! Repleto de imagens para te inspirar.

Celina Mello Franco

 

tag: IMFUSION

comentários