Colunista convidada Nayara Macedo

Cobogó, uma tendência na arquitetura e no design brasileiro, foi criado por três engenheiros na década de 1920 e seu nome deriva da combinação das primeiras sílabas dos seus sobrenomes (Amadeu Oliveira COimbra, Ernest August BOeckmann e Antônio de GÓis).

Estes experientes profissionais da construção civil buscavam uma solução eficiente e ao mesmo tempo econômica para amenizar o calor das casas nordestinas e um bloco vazado surge como uma resposta, por ser um elemento estrutural que tornou possível construir paredes e criar divisórias, sem vedar os espaços por completo.

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Parede do elemento vazado em ceramica para separar uma banheira

Ambiente de Laura Tachetel e Cora Mader na loja Amoedo Design

 

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Parede do elemento vazado em barro criando uma divisoria

Ambiente de Laura Tachetel e Cora Mader na loja Amoedo Design

O cobogó se popularizou nas décadas seguintes, sendo incorporado pelo modernismo brasileiro, e se tornou tendência na arquitetura e design nacional.

Originalmente, foi criado e desenvolvido em concreto. No entanto, com o passar dos anos, a peça sofreu uma releitura e foi reinventada nos mais diferentes materiais, formas e cores. E assim vêm conquistando cada vez mais espaço nos interiores residenciais, pois se adapta facilmente a diversos estilos, acrescentando personalidade à decoração.

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Restaurante com varios modelos do elemento vazado em alturas diferentes

Fonte: AcrhDaily

Na arquitetura de interiores é um item decorativo muito usado para dividir ambientes. Como são vazados, são capazes de criar uma divisória sutil entre ambientes.

 

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Elemento vazado criando uma divisão para recebr uma pequena bancada de alimentação.

Projeto: Bianca da Hora / Foto: Denilson Machado

 

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Elemento vazado criando uma parede de divisão da cozinha para a sala de jantar.

Projeto: Bianca da Hora / Foto: Denilson Machado

Seus desenhos, juntamente com a incidência da luz do sol, projetam padrões refletidos de luz e sombra nas paredes e no piso dos ambientes, criando movimento e um efeito único.

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Corredor longo de uma casa com cobogos em uma lateral , criando sombras e luz

Fonte: ArchDaily

Vantagens de usar cobogó no seu projeto:

Falando de um assunto tão pertinente e atual que é a sustentabilidade, é preciso pensar em materiais de menor impacto no meio ambiente e que tragam grandes vantagens pela capacidade de aproveitamento de luz natural.

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Cobogos na na fachada e um predio, visto do lado de dentro da sala. Criando luz natural no seu interior.

Via Anual Design

Outro ponto importante é permitirem a livre circulação de ar, uma enorme vantagem em um país tropical com dias quentes e ensolarados ao longo de todo ano.

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Fachada de um predio com cobogos visto aqui na parte de dentro, em uma sala criando lu e sombra

Fonte: ArchDaily

 

O cobogó é um elemento da arquitetura e design brasileiros. Fachada externa de um predio.

Fonte: ArchDaily

Além de tornar o espaço mais agradável, com maior eficiência no consumo energético, os cobogós garantem um estilo único ao projeto, sejam eles aplicados em uma parede inteira ou usados como detalhes no decor.

Não importa a sua preferência, o resultado final é sempre inspirador.

Foto em preto e branco da aruiteta Nayara Macedo.

 

Nayara Macedo

Arquiteta carioca que hoje reside em Miami e colunista convidada da Conexão Décor

 

Conheça nosso Pinterest! Repleto de imagens para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue a Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

 

tag: nayara macedo

 

comentários