Nesta quarta ainda estamos confinados, a melhor atitude para tentar parar a pandemia. Mas nem por isso vamos parar de conhecer lugares, pessoas e tendências.

Hoje nosso ilustre convidado é o arquiteto Luiz Fernando Grabowsky, vice presidente do Instituto Art Déco Brasil. Não à toa ele é um dos grande colecionadores cariocas do estilo e visitar sua casa na Lagoa é, sem dúvida, uma viagem pelo bom gosto.

 

Trabalhando há 38 anos, Nando, para os íntimos, conta que atua em várias áreas: residencial, corporativa e comercial, tanto no Brasil quanto na Europa.

Participante ativo do Casa Cor Rio – esteve presente em 20 edições – Nando também empresta seu talento fazendo a curadoria para sua loja, Studio Grabowsky, junto com seu sócio Pedro Guimarães.

Minha loja tem 25 anos. Começamos no Rio Design Leblon ( que já não existe mais) e agora estamos na galeria Cidade do Leblon, no CasaShopping e há cinco anos em Búzios (nota da redação: especialmente quem tem casa na cidade não pode deixar de ir!). Os produtos são variados, tanto importados quanto brasileiros, de design”, diz ele.

Vamos dar uma espiadinha em suas preferências?

 

  • Canto predileto

“É minha sala de TV. Aqui tenho um sofá muito confortável (quase uma cama)  onde passo a maior parte do tempo quando estou em casa. Tem uma grande estante com parte das minhas coleções e um canto que arrumei como um pequeno escritório. É também uma  extensão do living, que tem janelões  para a Lagoa.  Mesmo sem assistir muito a TV, é o local que mais gosto. Pelo ambiente,  pelas peças cor de laranja e porque fica mais resguardado, com a vista e sem barulho.”

 

Sala de TV

  • Protetores

“Com o Cristo Redentor na janela e minha gata MEL não tem como não se sentir protegido!!! Dizem que os gatos são protetores e eu acredito.”

 

Mel

 

  • Aquisição recente 

“Um trabalho do Joe Seiler que participou do projeto na parte do Studio Grabowsky do Leblon junto com a galerista Martha Pagy. Fui seduzido por esta obra feita com caneta BIC onde o artista incluiu as canetas que usou para fazer a obra. Na última SP Foto eu me apaixonei por esta foto do Leonardo Finotti  que mostra o jardim  do Banco Safra em São Paulo feito por Burle Max . Não resisti e acabei comprando. “

 

 

  • Cores

“Gosto muito de cor na contramão da tendência de brancos, beiges  e cinzas, mas até que ultimamente tenho usado menos. Quando se usa é preciso ter talento e o cliente, muita personalidade. Gosto muito do verde como neste living, usado para dar destaque  à parede.”

 

  • Não se separaria 

“Tenho um xodó especial pelos meus azulejos que fui colecionando ate se tornarem um painel de forração da minha sala de jantar. São art nouveau com relevo que fui comprando aos poucos A vantagem é que posso retirar se mudar de casa . Estão montadas em painéis de madeira, colados com silicone quente. São peças que fui juntando durante anos.”

 

 

 

  • Arte

“Não entendo paredes vazias , sou consumidor e prefiro sempre comprar arte . São  um ponto forte nos interiores das casas  e revelam muito da personalidade dos moradores. Você se identifica logo através delas, podem ser de diferentes estilos pois a mistura é sempre interessante.”

 

 

 

Suzete Aché

suzete.ache@conexaodecor.com

 

Conheça nosso Pinterest! Repleto de imagens para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue o Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

TAG: Luiz Fernando Grabowsky

comentários