NÃO QUEBRE MAIS SUA CABEÇA:

LEIA AQUI TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE O ART NOUVEAU E O ART DÉCO.

Convidamos Marcio Roiter, fundador e presidente do Instituto Art Déco Brasil, grande pesquisador e palestrante internacional, para tirar dúvidas sobre dois estilo marcantes: o Art Déco e o Art Nouveau.

Nessa primeira parte, Marcio falará sobre o Art Noveau e, semana que vem, vamos mostrar o que ele fala sobre Art Déco.

Muita gente não consegue situá-las dentro da produção mundial de móveis e objetos.

Outros ficam sempre com uma pontinha de incerteza.

Vamos seguir as instruções do mestre?

Ah, e só para aguçar sua curiosidade, vou contar a história em duas partes. Nesta quarta, fique por dentro do Art Nouveau, suas formas orgânicas e seus temas românticos. Ficou curioso? Quarta que vem tem mais!

 

Como se caracteriza o Art Nouveau, quando apareceu, onde e até quando durou:

O Art Nouveau aconteceu como uma ruptura – o nome já diz, uma arte nova – aos padrões estéticos do século XIX.

A denominação ArtNouveau surgiu em 1895, com a abertura de uma galeria com este nome, na rue de Provence, Paris.

Em outros países recebeu outros nomes como na Espanha, por exemplo, onde se chamou Modernismo.

Na Itália se dizia Liberty.

Suas linhas eram fluídas, ondulantes, assimétricas e celebravam a mulher e o mundo vegetal como temas preferenciais recebendo uma forte influência japonisante já que muitos de seus artistas colecionavam estampas e arte japonesa em geral.

Não à toa, nos anos 1980/2000, os japoneses se tornaram os maiores colecionadores de Art Nouveau.

BAS DE PORTIÈRE -IRIS SELVAGENS – ESTUDO PARA TECIDO – GUACHE SOBRE PAPEL-61 x 47 cm – c.1901 -MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES-RJ – de Eliseu Visconti – imagem gentilmente cedida por Tobias Visconti

 

Podemos dizer que até a Primeira Guerra Mundial o Art Nouveau se espalhou pelo mundo, mas com a chegada de tantas novas invenções e técnicas no início do século XX a estética inebriante, lisérgica , foi perdendo espaço para um desenho de mundo com velocidade e relação hora/trabalho incompatível com o delirante design do Art Nouveau.

 

Quais os seus expoentes?

Da lista de nomes mais conhecidos, temos, na arquitetura, Hector Guimard na França, Henry Van de Velde na Bélgica,  Hoffmann na Aústria.

Hector Grimaud

Nas artes decorativas, Emile Gallé  e seus vidros, móveis e cerâmicas,  René Lalique  com suas jóias,  Raoul Larche e suas esculturas na França.

Emille Galle
Emile Gallé

Louis Comfort Tiffany foi um nome importante nos Estados Unidos,  Carlo Bugatti  com seu mobiliário exótico destacou-se na Itália.

Louis Tiffany
Banco Cobra - Carlos Bugatti

No Brasil,  Antonio Virzi ( arquitetura), Antonio Borsoi ( decoração) e Eliseu Visconti ( design) foram os
principais expoentes.

 

Antonio Virzi
Antonio Virzi

Quais os materiais mais usados nesse estilo?

O Art Nouveau atingiu um excepcional  grau de técnica e beleza na cerâmica, no vidro, no mosaico, nas esculturas fundidas em bronze ou outros metais.

Algumas manufaturas, como a W.M.F. (Wurttembergische Metallwaren Fabrik) alemã, de metais e vidros, tinham catálogos com milhares de produtos listados, e vendas para o mundo inteiro.

Da mesma forma a Manufatura  Gallé, em seu mais famoso segmento – os vasos em vidro –  se expandiu pelo planeta.

Eram os industriais da arte.

Até uma série de vasos com paisagens do Rio foi confeccionada entre 1904 e 1930.

O estilo produziu imensa quantidade de pequenos objetos e bibelôs, que passaram a decorar as casas da burguesia emergente surgida na pós Revolução Industrial em meados do século XIX.

Também a Exposição Universal de Paris, em 1900, foi um fato relevante para essa disseminação pois teve 51 milhões de visitantes que consagraram o Art Nouveau entre 1890 e 1910.

 

Marcio Roiter e Suzete Aché

Suzete Aché

suzete.ache@conexaodecor.com

 

Conheça nosso Pinterest! Repleto de images para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue a Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

 

Tag: Art Noveau

comentários