Apartamento colorido projetado para ser a morada no Rio de uma família paulista.

Após dois anos morando no Rio de Janeiro em um apartamento alugado, o casal de paulistas na faixa dos 40 anos, com dois filhos adolescentes, resolveu comprar um imóvel de 75 m2 em Botafogo, para, em seguida, delegar à designer de interiores Luiza Bottino e à arquiteta Valeska Ulm o projeto da nova morada.

A proprietária, que considerava o bairro jovem, descolado e despretensioso, já havia transitado por diversos endereços em função do trabalho do marido, que é diretor executivo de uma grande empresa.

“Com o tempo, ela aprendeu a desapegar das coisas materiais e concluiu que não é necessário ter um super closet em casa para ser feliz”, brinca Luiza. 

Apartamento em botafogo, sofá cinza e paredes brancas

Carrinho de bar: Teca, assinado por Jader Almeida, do Arquivo Contemporâneo

Sofá: C113, assinado por Marcus Ferreira, da Novo Ambiente

Cestarias: Trama Casa (maior) / H. Stern Home (menores)

Almofadas: Trama Casa (vermelha e cinza lisa) e Novo Ambiente (linha da Carbono, com degradée cinza chumbo)

Sequência de pequenos quadros: Renato Bezerra de Mello, da Galeria Inox

Quadro maior: Cristina Salgado, da Galeria Múltiplo Espaço Arte

Abajur: da AD Studio customizada com estampa da estilista Isabela Capeto

 

Na varanda da sala, a dupla propôs plantas pendentes e vasos apoiados no piso.

Ao mesmo tempo que ajuda a disfarçar a empena do prédio vizinho, o recurso transformou o pequeno espaço em um mini refúgio verde.

No quesito mobiliário, prevalecem criações de designers brasileiros de renome, à exceção da mesa de jantar Saarinen (um clássico do design internacional) e da poltrona amarela, que fica na varanda, criação da designer italiana Alessandra Baldereschi. 

Na sala de estar e jantar, por exemplo, se destacam a premiadíssima poltrona Fago, assinada pela Emdoïs Design, o sofá C113 de Marcus Ferreira, a mesa de centro Duas Cores, do escritório de arquitetura Branco & Preto, a mesa lateral Escada, de Rodrigo Eldstein, o carrinho de chá Teca e as cadeiras de jantar Finn, do designer Jader Almeida. 

Para deixar o ambiente mais aconchegante, Luiza e ValesKa usaram dois tapetes em superposição, explorando diferentes cores e texturas.  

 

apartamento em botafogo, carrinho de chá ao lado do sofá

Sala com sofá cinza e abajur de pé aolado

Luminária de piso: Memory, assinada por Jader Almeida, do Arquivo Contemporâneo

Quadros:  no pilar, do artista Renato Bezerra de Mello, da Galeria Inox

Quadro do corpo da mulher: Galeria Múltiplo

Quadro preto e branco: acervo dos moradores

Mesa lateral: Escada, assinada por Rodrigo Eldstein, do Arquivo Contemporâneo

Sala com mesa redonda de jantar, espelho redondo ao fundo com cadeiras estofadas.

Mesa de jantar: Tulipa, assinada por Eero Saarinen, da Novo Ambiente

Cadeiras: Finn, assinada por Jader Almeida, do Arquivo Contemporâneo

Sobreposição de tapetes, da Square Foot

Mesa de Centro: Duas Cores, assinada pelo escritório Branco & Preto (para a Etel), do Arquivo Contemporâneo

Bowl de madeira: linha Etel, do Arquivo Contemporâneo

Par de bandejas espelhadas: Gabinete Duilio Sartori

Espelho redondo de parede: acervo dos moradores

Na varanda uma cadeira de ferro amarela

Cadeira em ferro: Bamboo, assinada pela italiana Alessandra Baldereschi, da Novo Ambiente

Cesto colorido: Arquivo Contemporâneo

Parede forrada em madeira no fundo da estante do home tv.

 

Já nos dormitórios, a falta de espaço foi compensada com uma marcenaria bem planejada.

No quarto de casal, o desafio era fazer um canto de trabalho para armazenar diversas pastas de documentos.

Desenhamos uma bancada em freijó e aproveitamos o canto do armário para criar nichos de apoio”, conta Luiza.

A cabeceira da cama é, na verdade, um grande painel fixado na parede, com a parte do meio estofada em lona e as laterais executadas em freijó.

Quarto de casal com meia parede em madeira, cabeceira estofada e colcha azul

Home office em madeira e cadeira de palhinha

Quarto de menino com parede azul e cama com colcha da mesma cor

Bancada e nichos em madeira no canto  de estudos

 

Já na cozinha, a simplicidade do projeto reflete o estilo de vida da família, com direito a uma bancada sob a janela, de onde se pode apreciar ao longe o Pão-de-Açúcar durante o café da manhã e as refeições rápidas do dia a dia.

Cozinha com bancada alta na janela

Banquetas altas: Fernando Jaeger

Armários: SCA Ipanema

 

Ao final da conclusão do projeto, a família comunicou que precisaria retornar à São Paulo por motivos de trabalho.

Desta vez, porém, decidiu manter o apartamento fechado para ser usado como um pouso colorido no Rio nos fins de semana e durante férias.

Produção Visual: Simone Ratzik

Fotos: André Nazareth

 

Conheça nosso Pinterest! Repleto de images para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue o Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

 

Tag: apartamento colorido

comentários