Com o questionamento “O que nos faz humanos?”,

Coral anuncia “Praça no Inverno” como a cor de 2020.

Com vidas cada vez mais digitais, economia 24/7, avanço da tecnologia e robótica e tantos outros aspectos da vida moderna que nos desconectam do que realmente importa, tem se observado nas pessoas um desejo de cuidar mais (de si mesmo, dos outros, da natureza), da busca de sentido, do avanço do escapismo e do desejo de mais criatividade.

Na tentativa de levar mais humanidade a nossas vidas, buscamos dar a nossas casas “o toque humano”.

É essa disposição que motivou o Colour Futures 2020, o estudo internacional de cores e tendências da AkzoNobel, e a escolha da Cor do Ano: Praça no Inverno.

   

“Buscamos espaços onde podemos contemplar nosso futuro, considerar nosso propósito no mundo, locais onde nos conectamos com amigos, família, nosso meio e a natureza. Onde possamos nos expressar e ser nós mesmos”, explica Fernanda Figueiredo, gerente de cores e comunicação de marca da área de Tintas Decorativas da AkzoNobel na America do Sul.

“A cor do ano captura o questionamento de 2020 do que nos faz humanos, o mote desse ano e o estudo buscou as cores  para valorizar essas qualidades, as quais precisaremos na nova década em que estamos entrando”, completa.

 

Após extensa pesquisa com especialistas ao redor do mundo, o Colour Futures aponta Praça no Inverno, um tom delicado entre verde, azul e cinza, como a cor de 2020, designada para capturar a essência do que nos torna humanos.

Praça no Inverno tem um ar calmo e límpido, que reflete perfeitamente o tema desse ano.

 

E seu efeito muda de acordo com as cores usadas para acompanhá-la, fazendo-a um tom belo e versátil que dá às nossas casas e demais espaços um tom humano”, reitera Heleen van Gent, diretora do Centro de Estética Global da AkzoNobel.

Neutra, a cor do ano combina com quatro paletas do ColourFutures 2020 definidas para inspirar consumidores, ao mesmo tempo em que torna a tarefa de escolher cores mais fácil. Elas refletem quatro tendências de comportamento.

São elas:

  Tendência #1:

As pessoas querem se importar mais.

A vida moderna e nossa forte dependência da tecnologia e redes sociais significa que nos sentimos desconectados das coisas que realmente importam – nossas relações, nosso bem-estar, nossas comunidades, o ambiente construído e o mundo natural.

Há um desejo crescente de construir laços reais, de se conectar com pessoas, com a natureza – e de se perguntar como podemos contribuir com a sociedade.

De acordo com o Global WellNess Institute, a indústria global do bem-estar vale, hoje, $4,2 trilhões, um crescimento de 12,8% nos últimos dois anos, o que demonstra essa busca pelo que importa e se reflete na Paleta Cuidar.

 

Uma casa para cuidar – As pessoas precisam de um espaço de bem-estar e para se conectar.

Espaços que estimulem a empatia e conexões positivas.

A paleta com efeito calmante tem cores neutras de uma manhã de primavera que nos ajuda a respirar vida em ambientes domésticos.

Trazendo a natureza para a casa, tons pasteis criam uma atmosfera de carinho, aconchegante, nos permitindo ser melhores seres humanos.

 

Madeiras claras e camurças são usadas ao lado de veludos macios e xales de lã para dar calor a este look contemporâneo, enquanto pratas, dourados, cobres e madrepérola introduzem um elemento precioso.

Plantas e gravuras de plantas trazem o exterior para dentro e aumentam a sensação de bem-estar.

Fazem parte da paleta as cores Manhã de Primavera, Bege Mineral, Creme Brulée (a cor do ano em 2019), Estrela Nova, Ventos Calmos, Lilás Suave, Frio Súbito, Prata Aviador eMergulho Sereno (a cor do ano em 2017).

 

Tendência #2: Uma casa para se divertir

As pessoas querem se divertir.

À medida que vivemos, cada vez mais, sob o prisma das redes sociais, há um desejo crescente de criar espaço para momentos alegres, experiências inesperadas e encontrar prazer no mundo real.

Isso significa valorizar a imaginação e estar aberto a encontrar novas maneiras de desafiar o pensamento ultrapassado.

Os analistas de tendências do CF20 notaram um aumento das experiências interativas e imersivas como alternativa a atividades mais tradicionais.

Além disso, uma pesquisa recente do Global WellNess Institute sugere que 42% das pessoas estão buscando destinos de férias que as façam sentir como crianças novamente.

Daí a ideia da Paleta Divertir, para uma casa cheia de alegria.

 

 Essa paleta pode ser usada para criar ambientes energizantes, que estimulam e desafiam a imaginação e a forma que pensamos.

Com ela criamos espaços para o escapismo.

Disruptiva e lúdica, agrada os sentidos e encoraja uma visão “divertida” de apreciar a vida.

A casa para se divertir é leve e clara, com estampas geométricas e um mix de materiais que inclui o compensado e acessórios pontuais com texturas chamativas.

Fazem parte dessa paleta de cores: Rebento, Mamão Maduro, Trovão Negro, Branco Cru, Couro Rosado, Sombra de Cedro, Azul Pálido, Mar Cósmico e Mediterrâneo.

 

Tendência #3: Uma casa para se reconectar

As pessoas querem se reconectar.

Os analistas de tendências do CF20 perceberam que, neste mundo agitado e digitalizado, muitas vezes superficial, nos falta profundidade e sentido.

O avanço rápido da tecnologia está nos fazendo questionar nosso propósito, palavra tão utilizada nos dias de hoje.

Com isso, pode ser difícil sentir calma e relaxar, ainda mais vivendo em cidades cada vez mais populosas:a previsão, de acordo com Newstrust.org, é que a proporção de habitantes nos centros urbanos aumente de 55% em 2019 para 66% em 2020.

Paleta Reconectar sugere uma casa contemplativa.

 

 Essa paleta minimalista pode ser aplicada para criar uma atmosfera de contemplação e tranquilidade.

Com ela criam-se espaços que estimulam o pensar no propósito e a perspectiva.

Seus elementos nos permite canalizar as energias e colocar os pensamentos em perspectiva.

   

Linhas clean e formas funcionais complementam materiais elementares e que convidam ao toque, como a madeira natural, couro e linho, e o brilho acetinado do concreto levemente polido.

Fazem parte dessa paleta clean, predominantemente de cinzas suaves, os tons Véu, Topo da Torre, Mica Negra, Iceberg, Calcário, Azul Echarpe, Algodão Cinzento, PorcelanaCanto Silvestre.

 

Tendência #4: Uma casa para criar

As pessoas querem ser criativas.

Com o crescimento da globalização, mecanização e tecnologia, nossa capacidade para a criatividade diminui à medida que as realidades virtuais, cada vez mais sofisticadas, soltam nossos elos com o mundo real.

Parece ser a hora certa de fazer a pergunta fundamental: o que nos torna especiais e distintos dos robôs?

Para 32% dos entrevistados pela Brooklings Institution, a inteligência artificial representa uma ameaça à humanidade.

Pode-se analisar que isso resulta numa necessidade crescente nas pessoas de se expressarem.

Paleta Criar é um convite à livre manifestação.

Rica e nada convencional, essa paleta é a recomendada para uma casa expressiva.

Ideal para criar espaços com uma visão moderna das cores tradicionais, pode ser usada para ajudar as pessoas a acalantarem habilidades existentes, enquanto exploram novos caminhos para fazer as coisas.

Esta casa usa os materiais consagrados pelo tempo – madeira, couro e cerâmica – porém num contexto moderno, ao lado de florais que parecem pinturas, algodões estampados e xales feitos à mão.

 

A textura e o elemento tátil ajudam a criar espaços que são intensos, atmosféricos e ecléticos.

Faz parte dessa paleta tons estimulantes que despertam a curiosidade:Lagoa Natural, Noite de Aventura, Delícia de Chocolate, Vinho Quente, Cascalho, Adorno Rupestre, Verde Real, Ouro MineiroLuar Misterioso.

 

O estudo – Para a elaboração do Colour Futures são convidados, há 17 anos, profissionais renomados de todo o mundo para capturar o estado de espírito do momento e transformá-lo em paletas de cores.

Pela terceira vez consecutiva, as artistas plásticas brasileiras Carlota Gasparian e Adriana Pedrosa levaram as impressões da América Latina para ajudar a compor a pesquisa.

Elas estiveram ao lado de outros especialistas em design, tendências, cor e arquitetura que proporcionaram uma imersão em insights globais, o que colaborou com a busca do Centro de Estética da AkzoNobel em compreender o que pensam os consumidores, identificar a cor do ano e criar quatro paletas que servem perfeitamente às necessidades e anseios desse público.

As mesmas paletas que pintam paredes e tetos podem ser aplicadas em outros negócios da companhia nos quais a cor desempenha igualmente papel essencial, como os segmentos automotivo, aeroespacial, moveleiro e de eletrodomésticos.

 

Conheça nosso Pinterest! Repleto de images para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue o Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

Tag: Coral cor do ano