Uma visão geral da CasaCor Rio 2019

Ao longo das duas últimas semanas, publicamos alguns ambientes da CasaCor Rio 2019, que acontece no Edifíco Touring, na Praça Mauá, no centro do Rio e que fica em cartaz até o dia 29 de setembro.

Mostramos agora, uma visão geral, dos ambientes que ainda não publicamos para você ter a ideia completa do que acontece por lá.

O tema desse ano da  CASACOR À BEIRA MAR, em sua 29a. edição traz as mais diversas formas de receber e morar. É o “Planeta Casa”, que trata do lar como um universo particular, aquele lugar onde podemos expressar nossa afetividade e conexão, com o outro e com o mundo.

Este ano, a CASACOR Rio se hospeda no edifício Touring, uma construção em estilo eclético, com elementos do art-déco, projetada pelo arquiteto francês Joseph Gire e construída em 1920, além de um galpão anexo, ocupando mais de 6 mil metros quadrados. O espaço, que em décadas passadas era a porta de entrada da cidade para quem chegava de navio, será transformado depois no Mercado do Porto, um mercado gastronômico inspirado em modelos internacionais.

Fique de olho nessas tendências!


∙ Consumo consciente:


  A máxima “não é preciso muito para ser feliz” parece ter chegado de vez à decoração. Nada de espaços repletos de objetos e móveis. Poucas peças, de valor real e simbólico, compõem ambientes com diferentes pegadas.  

Caso do Loft Premium, por Alexandre Lobo e Fabio Cardoso:

Loft Premium de Alexandre Lobo e Fabio Cardoso

 

Estúdio do Viajante, por Diego Raposo

Estúdio do Viajante, por Diego Raposo e Arquitetos

 

Sala da Colecionadora, por Marcia e Manu Müller:

A qualidade não é só estética. É também ambiental. Materiais precisam respeitar os preceitos da sustentabilidade. Construções rápidas que usam pouca água e quase não geram resíduo – são os maiores exemplos.  

Sala da Colecionadora por Marcia e Manu Muller

 

NAU, por Duda Porto:

Um espaço para ficar na memória. Esse foi o norte de Duda Porto para o espaço NAU – Harmony Stones. Começando pelo nome, uma homenagem às grandes embarcações que desbravavam os oceanos séculos atrás, na época dos descobrimentos.

“O local é histórico. Criei um espaço mais integrado possível, praticamente emoldurando a vista da baía de Guanabara”, explica o arquiteto.

Para isso, o arquiteto utilizou poucos materiais, trazendo versatilidade ao gnaisse Lucerna, uma pedra brasileira que é apresentada em quatro acabamentos: bruto, levigado, escovado e apicoado. Aliada à pedra, uma estrutura metálica flutua, transformando o espaço em um grande living. Espelhos d’água ajudam a delimitar o ambiente, ao lado de um paisagismo que permite o protagonismo da vista.

NAU, por Duda Porto

 

Casa do Bem, por Jorge Delmas:

Casa do Bem, de Jorge Delmas

 

PIERG 21, de Rodrigo Barbosa,

Usa basicamente materiais sintéticos, tanto no deck e nos revestimentos, quanto no mobiliário de fibras.  

PIERG 2, por Rodrigo Barbosa

 

Banheiro Elementos, por Tripper Arquitetura:

Banheiro Elementos, por Tripper Arquitetura

 

Lavabo Público, por Isabelle Cassani:

Lavabo Público, por Isabelle Cassani

 


Art-déco:


Tendência na última feira de Milão e presente também no edifício Touring, os elementos art-déco aparecem em ambientes como o Restaurante da Baía, de Isabella Lucena, que traz a geometria típica do estilo para peças de ferro na parede e nas jardineiras;  

Restaurante da Baia, de Isabella Lucena

  Wine Bar, de Roberta Nicolau, que traz elementos decorativos e luminárias do estilo;

Wine bar de Roberta Nicolau

  Café do Porto, de Kilze Guimarães, que investiram em luminárias arredondadas bem art-déco.

Café do Porto, de Kilze Guimarães


Artesanal:


Aquele jeitinho de casa da avó permanece em alta na decoração. E aparece nesta CASACOR Rio em mantas e almofadas de crochê que parecem se multiplicar por diversos ambientes:  

Estar em Pausa, de Miguel Capanema:

Estar em Pausa, de Miguel Capanema

Estúdio HUM para Leroy Merlin, por Paula Neder e Coletivo PN+,

Estúdio HUM para Leroy Merlin, por Paula Neder e Coletivo PN+

 

Oásis Carioca, por Patricia Franco e Claudia Pimenta,

Oasis Carioca de Claudia Pimenta e Patricia Franco

 

Loft Coral #Co.living, por Leila Bittencourt,

Loft Coral por Leila Bittencourt

 

Casa DOA, de Jacira Pinheiro

Casa Doa, de Jacira Pinheiro

  Wellness Loft, por Mônica Gervásio:

Wellness Loft de Mônica Gervásio

 

Recepção das Camadas, da Cité Arquitetura

– traz o bordado em seus painéis de tecido;  

Recepção em Camadas, da Cité Arquitetura

 

Estúdio Elã, da Toca Arquitetura:

– tem crochê, macramê, palha e juta em peças variadas.

Estúdio Elã, da Toca Arquitetura


Te quero verde:


Nossa CASACOR tem palmeiras. Muitas! O uso de plantas, aliás, foi explorado em quase todos os espaços. As ilustradas aparecem num dos vitrais de César Formenti (originais do edifício Touring) e logo na entrada do Salão do Cais, de Paola Ribeiro

Salão do Cais de Paola Ribeiro

  Já as reais, em verde e muitas folhas, estão no Jardim do Cais, de Sandro Ward

Jardim do Cais, de Sandro Ward

 

Varanda Deca, Mauricio Nóbrega.

Varanda Deca, de Mauricio Nóbrega

 

Varanda Deca, de Mauricio Nobrega

  Destaque também para as kokedamas em formato gigante e é possível conferir a bela estampa floral da cortina e também um tecido adesivo com desenho de bambu usado em uma das paredes (Anna Milliet) na Sala de Bilhar, por Cristiana e Mariana Mascarenhas.  

Sala de Bilhar, por Cristiana e Mariana Mascarenhas

 


Vejo flores:


A natureza também surge florida e estampada em paredes e tecidos. Um recurso barato e criativo para repaginar a casa. Terraço RO+CA (Studio RO+CA) na parede, com uma bela arte de Ani Cuenca.

Terraço, do Studio Ro+Ca

 


∙ Brutos:


Sim! Eles também decoram. Especialmente quando nossos arquitetos resolvem inovar. O aço corten aparece nas grandes esculturas do Jardim das Esculturas (Maritza de Orléans e Bragança);

Jardins das Esculturas, por Maritza de Orleans e Bragança

 


Paredes bem marcadas:


Sem caretice ou mesmice. Nossas paredes aparecem muitas vezes divididas em dois tons e até com uma textura diferente. E tem quase todo tipo de material: madeira, cerâmica, chapa de aço.

 Além da Cozinha, de Jean de Just:

Além da Cozinha, por Jean de Just

  Cozinha Gourmet, por Deise Maturana

Cozinha Gourmet, Deise Maturana

 

Loja da Casa, por Mariana Magalhães Costa

Loja da Casa, por Mariana Magalhães Costa

 


Tapetes:


Um é pouco, dois é bom e três é demais? Não para os nossos arquitetos que estão inovando até no uso dos tapetes. A composição com várias peças, quase sempre sobrepostas, está por toda parte.

 WineLiving, de Mario Costa Santos

Wine Living, de Mario Costa Santos

 

 Espaço de Fragrâncias, por Lia Lamego

Espaço de Fragancias, por Lia Lamego

Leituratech, de Victor Niskier, com um único tapete com recorte que também sugere várias peças.

Leituratech, de Victor Niskier

 


Espaços compartilhados:


Sim, eles estão com tudo. Para trabalhar, viver ou se divertir, os espaços privilegiam, cada vez mais, a convivência e o compartilhamento. Archa Connect, por Arc Studio  

Archa Connect, por Arc Studio Arquitetura 

 

PORTODOSNÓS – Lao Design + Plantar Ideias.

PORTODOSNOS, por Lao Design e Plantar Idéias

 


Tetos diferentões:


Não deixe de dar aquela olhadinha para o alto. Temos tetos pintados como no Estúdio HUM para Leroy Merlin (Paula Neder e Coletivo PN+) e no Além da Cozinha (Jean de Just); com diferentes texturas como no caso da Casa Zoo, de Livia Quintela e Ricardo Gutemberg, que usa bambu.

Casa Zoo, de Lívia Quintella e Ricardo Gutemberg

 


∙ Hygge:


A palavra dinamarquesa (lê-se hu-ga) não tem nem tradução. Mas nossos arquitetos antenados investiram pesado no conceito que agrega bem estar, conforto e felicidade em ambientes que propõem um momento de pausa, para deixar tudo de lado, respirar, descansar:

Galeria de Óculos, por Dorys Daher e Guilherme Pereira

Galeria de Óculos, por Dorys Daher e Guilherme Pereira

 


∙ Mobilidade:


Em tempos de mudanças constantes, mobiliário embutido e com pouca mobilidade já não tem mais tanto espaço nas casas, como mostram o Home Bazaar (Tiana Meggiolaro e Bia Mayrinck).

Home Bazaar, de Tiana Meggiolaro e Bia Mayrinck

 

Casa Cor Rio 2019

  • Período: 20 de agosto a 29 de setembro de 2019.
  • Visitação: De terça a sábado, das 12h às 21h. Domingo, das 12h às 20h.
  • Endereço: Edifício Touring – Av. Rodrigues Alves nº 10 – Praça Mauá, Centro.

  Conheça nosso Pinterest! Repleto de images para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue o Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

  Celina Mello Franco

 Liliane Abreu

Tag: CasaCor Rio 2019