Com vocês: o MAXIMALISMO – Aqui “quanto mais, melhor”!

 

  O conceito do arquiteto alemão,  Mies Van der Rohe, que “menos é mais” achou seu contraponto.

A tendência da decoração chega para todos os gostos e abre espaço para o Maximalismo, onde “quanto mais, melhor”.

Ao contrário do tão conhecido minimalismo, os ambientes decorados com base no maximalismo chegam para gerar uma explosão de cores, padrões, combinações, ousadia, irreverência, e porque não dizer, um toque de excesso, mas um excesso harmônico e personalizado.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Sala com coleção de lenços Hermés na parede, estampas de pele e franjas.

Coleção de lenços Hermés na parede, estampa animal,veludo, franjas… Fonte: Helloimhome Maximalism Obsession

 

Estilo de decoração, Maximalismo.  Estampas no sofá e na parede, lustre de cristal e teto pintado. Projeto de Sig Bergamin.

Foto: Björn Wallander Projeto: Sig Bergamin

 

As estampas são grandes e coloridas, há um mix entre padrões e cores, assim como uma mescla de objetos de artes e decorativos.

Os tapetes ganham cores não somente para contrastar com o sofá, mas sim, para se harmonizar com ele.

 

Estilo de decoração, Maximalismo, explosão de cores na sala com parede vermelha e vários tapetes estampados.

Fonte: helloimhome Maximalism obsession

 

Muitas das composições de ambientes maximalistas são criadas para personalizar o espaço com peças de colecionadores, lembranças de viagem e até mesmo aqueles móveis herdados.

E, com isso, é um estilo de decór que tem história para contar.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Biblioteca repleta de objetos com historias para contar.

 

Bom gosto ou não, na decoração?

Na verdade, o que existe são estilos diferentes.

Mas se o estilo for maximalista, você vai encontrar  uma mistura de estilos, uma estética do excesso e da redundância, que pode ser resumida no “mais é mais”.

Antonio Neves da Rocha

 

 

E mesmo com toda a mistura e excessos é possível ter um ambiente harmônico e aconchegante, surpreendendo e levando mais vida aos espaços.

Neste caso, a sintonia é fundamental.

 

Estilo de decoração, Maximalismo, com misturas harmoníacas.Xadrez no piso do corredor, cortinas estampadas, paredes listradas.

Fonte: Anna Weave

 

É possível maximizar a decoração de diversos ambientes da mesma residência, ou então, optar apenas em um espaço em específico e incluir o conceito, como por exemplo nesse quarto abaixo.

Projeto do Design de Interiores Mexicano, Erick Millan,  que trouxe para esse quarto muita cor e estampas, neste caso,  para fazer um referência a floresta que ” existe lá fora”.

Parede verde, estampa de cobra na colcha, luminárias de macacos, uma verdadeira miscelânea que deu super certo dentro do conceito.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Misturas de estampas e cores.

 

  Maximalismo x sofisticação

O maximalismo sempre existiu, e podemos dizer que o estilo flerta muito com a sofisticação e nomes, como o design americano, Tony Duquette, por exemplo, nos levam para esse caminho.

Ele foi um ícone do Décor Maximalista, inclusive desenhando joias no  estilo.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. projeto de Tony Duquette .

O maximalismo no ambiente de Tony Duquette.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente by Tony Duquette

O maximalismo no ambiente de Tony Duquette, reparem o teto espelhado dobrando o espaço,  e as cores no ambiente.

 

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente by Tony Duquette

O maximalismo no ambiente de Tony Duquette.

Nesse livro, um pouco do “mundo” Tony Duquette. Para ver e comprar, clique aqui.

 

Um outro nome de grande destaque, nacional e internacional,  o arquiteto e decorador Sig Bergamin que mergulhou fundo neste conceito e lançou em outubro do ano passado o livro Maximalism: by Sig Bergamin.

Nas 340 páginas, com 230 imagens que compõem o livro do, auto descrito maximalista, figuram alguns dos seus extraordinários projetos, tudo com muito excesso, colorido, mistura e irreverência, uma das características do profissional.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Capa do livro de Sig bergamin

Livro de Sig Bergamin, compre aqui.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Projeto de Sig Bergamin.

Crédito da foto: Björn Wallander Projeto: Sig Bergamin

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente de Sig Bergamin.

Crédito da foto: Björn Wallander
Projeto: Sig Bergamin

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente de Sig Bergamin.

Crédito da foto: Björn Wallander
Projeto: Sig Bergamin

 

O maximalismo é baseado em inconsistências que se encaixam perfeitamente, na combinação de estilos e no equilíbrio fora dos padrões estéticos”.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente do arquiteto Sig Bergamin na mostra Modernos e Eternos.

Ambiente do arquiteto na mostra Modernos e Eternos 2018.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente de Sig Bergamin.

Decoração by Sig Bergamin.

 

Estilo de decoração, Maximalismo. Ambiente de Sig Bergamin.

Decoração by Sig Bergamin.

 

Entre as características marcantes do conceito Maximalista está a mescla de estilos.

Comumente,  percebe-se a mistura de peças antigas, estilo barroco, com elementos mais modernos e, até mesmo, futuristas.  

No projeto abaixo, do escritório Habitat Projetos Inteligentes, pode-se perceber a mistura de uma poltrona escultural, que lembra obra de arte, colocada sobre um piso de inox e vidro laminado e um clássico lustre de cristal.

 

Estilo de decoração, Maximalismo.

Ambiente projetado por Habitat

Ambiente da casa de Antonio Neves da Rocha

 

 

Mas o grande segredo mesmo do maximalismo é saber discernir entre, o que é estilo e o que é acúmulo de móveis e objetos, o que é combinações de cores e o que é ‘confusão’ de cores.

Para não errar, pense sempre no equilíbrio, na harmonia e, lógico, em seu bem estar.

Nós gostamos muito do estilo, vocês gostam?

 

Conheça nosso Pinterest!

Repleto de images para te inspirar.

Você já conhece nossas outras redes sociais?

Já segue o Conexão Décor?

Passa lá no nosso Instagram e Facebook e acompanhe as novidades.

 

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

TAG: Maximalismo