Do home theater à área com ofurô, duplex privilegia os espaços de convivência e entretenimento da família.

Arquiteto Pietro Terlizzi tirou partido da localização do edifício para criar uma cobertura de tirar o fôlego marcada pelo estilo industrial descolado.

 

O fato do duplex ficar no topo de uma torre de nove andares traz alguns benefícios, além da vista incrível da cidade.

Com 160 m², ele se encontra num pavimento relativamente baixo, conquistando um ‘respiro’ visual e sonoro graças ao afastamento da rua e garantindo também um ar mais agradável.

“Isso nos direcionou a criar um projeto onde os moradores pudessem ter uma área externa convidativa no segundo andar. É possível aproveitar melhor a paisagem e a tranquilidade do lugar sem parecer que estamos em São Paulo”, diz o arquiteto Pietro Terlizzi, do escritório Pietro Terlizzi Arquitetura, responsável pela reforma.

 

Não por acaso o andar superior, que antes era uma simples laje descoberta, abriga toda a área de lazer e diversão do apartamento.

Composta por home theater, mesa de jantar, espaço gourmet com churrasqueira, deck, jardim vertical e ofurô, o local apresenta um partido industrial.

O estilo foi trabalhado com dutos elétricos aparentes e revestimentos rústicos, mesclando tijolos, madeira e porcelanato com visual de cimento.

A estrutura metálica, que cobre o home theater e a sala de jantar, traz blocos amarelos na parede, na porta e na marcenaria, combinados com as nuances de cinza.

área de lazer da cobertura duplex assinada por Pietro Terlizzi

Revestimentos de tijolo: Lepri – Paisagismo: Atelier Floral

Os cordões de luz e a galeria de quadros reforçam a atmosfera jovem e descolada.

area de lazer na cobertura de pietro terlizzi

Foto: Guilherme Pucci

 

A mesa, desenhada pelo escritório de arquitetura, tem rodízios para se movimentar facilmente no apartamento duplex de Pietro Terlizzi

A mesa, desenhada pelo escritório de arquitetura, tem rodízios para se movimentar facilmente.

 

parede amarela com estrutura metalica no home theather da cobertura assinada por Pietro Terlizzi

Quadros: Urban Arts

 

No andar de baixo, o caixilho e a alvenaria original da sacada foram removidos para integrar a varanda à sala.

A escada caracol, original do apartamento, recebeu pintura automotiva amarela e se tornou um elemento visual importante, inclusive para quem vê o ambiente de fora.

A varanda foi aproveitada como cantinho de leitura e dos momentos com o violão.

Sala com varanda e escada amarela no duplex assinado por Pietro Terilizzi

Envidraçamento de sacada: Mansur Vidros

O estar traz elementos aconchegantes, como o assoalho de cumaru, e urbanos, como o cimento queimado.

Já o forro e as paredes pintadas de branco equilibram esse conjunto de texturas.

A parede da entrada, revestida com bricks, faz fundo para a pequena sala de jantar.

Enquanto o banco estofado serve tanto de assento para as refeições quanto para os moradores calçarem os sapatos, organizados nos nichos.

parede cinza da sala do cobertura assinada por Pietro Terlizzi

Foto: Guilherme Pucci

 

Para não atravancar a circulação, a marcenaria é linear e fica junto às paredes, a exemplo do rack.

O projeto de iluminação, trabalhado com spots embutidos no forro, é importante para suprir a falta de claridade, já que o apartamento só recebe luz em uma das faces.

sala do apartamento assinado por Pietro Terlizzi

Foto: Guilherme Pucci

 

A parede da entrada, revestida com bricks, faz fundo para a pequena sala de jantar.

Enquanto o banco estofado serve tanto de assento para as refeições quanto para os moradores calçarem os sapatos, organizados nos nichos.

cozinha americana no duplex assinado por Pietro Terlizzi

Assoalho: Tanah Assoalhos

Com estilo americano, a cozinha dispõe de uma bancada generosa para o cooktop e bastante espaço para os eletrodomésticos.

A marcenaria cinza chumbo contrasta com os tampos de quartzo branco e as cerâmicas subway tiles das paredes.

cozinha com moveis cinza no apartamento assinado por Pietro Terlizzi

Marcenaria: SM Marcenaria

cozinha americana no duplex assinado por Pietro Terlizzi

Foto: Guilherme Pucci

Lavabo do duplex assinado por Pietro Terlizzi

Lavabo

No quarto de casal, quem se destaca é a cabeceira com estrutura de MDF e couro sintético.

Ela traz uma luz indireta que incide sobre a parede de tijolos e evidencia o material.

A paginação do tecido em espécie de almofadas dá um toque clássico, criando um contraponto com os elementos modernos da área.

Quarto do casal com iluminação indireta no duplex assinado por Pietro Terlizzi

Quadros: Urban Arts

iluminação embutida no teto

Foto: Guilherme Pucci

No banheiro da moradora, o branco predomina em boxe e bancada.

Somente o piso da área seca tem aparência de madeira a fim de aquecer o local.

Já o banho do marido traz matizes de cinza em marcenaria, piso e revestimento do boxe.

Estreita, a pia esculpida em pedra se estende de uma parede a outra, maximizando a área do lavabo.

Os pendentes industriais dão graça e personalidade ao banheiro de visitas.

banheiro com pia branca no duplex assinado por Pietro Terlizzi

Marmoraria: Petramar

 

Veja as imagens também no nosso Pinterest.

 

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

 

TAG: Pietro Terlizzi