Após quatro meses de obra, este apartamento de 65m2

localizado em Ipanema, no Rio,

teve sua planta original totalmente modificada

para atender às necessidades de um jovem solteiro advogado.

 

Nesse projeto assinado pelo arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista, da MRG Arquitetura,  todo o apartamento foi trabalhado, tendo acontecido, inclusive alteração da planta original.

“Identificamos que, para atender as necessidades do cliente, a reordenação dos ambientes era a melhor opção. Em função disso, todo o apartamento foi trabalhado, inclusive através de alterações construtivas e estruturais, uma vez que o imóvel é antigo. Realizamos um estudo inicial do posicionamento dos elementos estruturais do prédio que não poderiam sofrer alterações e, a partir dessas informações, o projeto foi desenvolvido.”

O objetivo principal foi integrar ao máximo os ambientes sociais para que todo o espaço fosse otimizado. Para tal, foram utilizados materiais de revestimentos em tons claros, com bom custo benefício.

sala assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

Taco em escamas de peixe, com sinteco refeito em acabamento fosco, valorizando o aspecto natural da madeira. Tapete: Trama Tapetes – Poltrona e pufe: LZ Studio

sala assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

Bancada: Desenhada pela MRG arquitetura – Banco: LZ Studio – Luminária de mesa: DIMLUX – Quadros: UrbanArts

O ponto alto é a solução da nova reordenação dos ambientes.

Antes de o morador fechar a compra do imóvel, foi realizada uma visita em conjunto, para avaliar se as necessidades dele eram compatíveis com esse imóvel e possíveis de serem implantadas.

O cliente leigo não tem a visão do profissional, logo não consegue saber as possibilidades de grandes alterações arquitetônicas, e as vezes ele deixa de fazer bons negócios em função dessa insegurança.

A confiança por parte do cliente foi fundamental para o ótimo desenvolvimento desse trabalho.

sala assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

Quadro: artista plástico Alexandre Ephivos – Sofá: Fernando Jaeger – Mesa de centro, laterais e poltrona: LZ Studio

A prateleira/rack do living, limpa de detalhes, foi desenvolvida para manter o tom próximo ao da madeira do piso, com o objetivo de ser multifunção, como aparador, mesa lateral da poltrona de canto e rack para TV.

Em ambientes reduzidos, a simplicidade e o dimensionamento correto das peças ajudam na harmonia do espaço. Na área de jantar, foram utilizadas peças de madeiras vazadas para dar mais privacidade ao acesso do banheiro social, sem ter a necessidade de implantação de parede ou outro elemento fechado que reduzisse os já pequenos espaços.

As mesmas peças foram usadas em parte do balcão separatório da cozinha, para camuflar um pouco o acesso para a lavanderia.

A proposta para a escolha do tijolinho escolhido foi incorporar uma leve rusticidade e um toque contemporâneo ao ambiente, sem torná-lo um elemento de peso visual, que pudesse sugerir uma sensação de redução de espaço.

sala assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

Cadeiras: Fernando Jaeger – Luminária pendente: DIMLUX – Tijolinho: Hard Scape – EKKO Revestimentos

Como a cozinha compõe a área social, a escolha dos materiais de revestimento e da marcenaria deveria harmonizar com o living.

Foi escolhido para o detalhe da parede da cozinha um material com estampa sóbria em preto e branco, dando um ar mais masculino.

Por sua vez, a marcenaria em madeira com tom mais escuro proporciona a sensação de mobiliário social, em vez de “móveis de cozinha” expostos ao ambiente social.

Também foi utilizado o granito preto absoluto nas bancadas, para dar sofisticação ao ambiente.

“Na planta original, o ambiente da lavanderia era grande demais, chegando a ser desproporcional ao resto do apartamento, sendo igual, em área, ao tamanho da cozinha.

Optamos então pela redução do espaço da lavanderia, para viabilizar a ampliação da cozinha.”

cozinha assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

– Revestimentos de parede: Emme Due – EKKO revestimentos – Piso: Eliane Revestimentos: Empporium Frei Caneca  – Armários: Florense Ipanema

cozinha assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

 

Também só existia um banheiro para atender aos dois quartos e ao living, que foi dividido e transformado em dois, sendo um para a suíte.

Foram utilizados tons claros, pois não há iluminação natural nesses ambientes.

O banheiro social foi trabalhado com relevos de brancos, com destaque para a cuba escura no mesmo padrão de relevo das paredes.

lavabo assinado por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

Revestimento de parede: Porcelanato Portinari – Empporium Frei Caneca  – Cuba: DECA – Empporium Frei Caneca – cuba de apoio oval facetada – Metais: DECA – Empporium Frei Caneca

Na suíte, foi utilizado o cimento queimado na parede da cabeceira da cama, em harmonia com os tons de cinza da marcenaria, além de um grande espelho lateral, para ajudar na amplitude do espaço.

suite assinada por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

– Quadros: Urban Arts – Cabideiro: LZ Studio – Cabeceira: Florense Ipanema – Luminária: DIMLUX

 

banheiro da suite assinado por arquiteto Mauricio Rebello e pelo engenheiro Getúlio Evangelista.

No banheiro da suíte, há detalhes em porcelanato, padrão madeira bem claro, para manter a suavidade e a sensação de amplitude do espaço reduzido.

 

 O projeto de iluminação foi desenvolvido pelo arquiteto com peças branca embutidas no rebaixo em gesso, trilho com spots pretos no estar e pendente articulado com lâmpadas em filamentos sobre a mesa do jantar.

– Fotógrafo: Denílson Machado/MCA Estúdio

 

Celina Mello Franco

Liliane Abreu

 

TAG: MRG Arquitetura