As escadas são elementos que fazem a diferença em um ambiente. Sem ser apenas um elemento de ligação entre níveis, ela se torna o ponto de destaque, exibindo suas formas expressivas e diferentes acabamentos.

Escadas são utilizadas, há séculos, nas mais diversas construções sob diversas formas, das mais clássicas até as mais modernas, como uma maneira de destacar  o ambiente, sendo mesmo o ponto principal de todo o lugar, com formas diferenciadas e detalhes ricos.

E é exatamente pensando em tudo isso, que nós separamos aqui, uma série de informações e um pouco da história de algumas das escadas famosas:

 

escadaria em madeira

Do filme Titanic

 

Jefferson Hotel, fonte inspiradora para o filme “E o vento levou”.

 

escada laurenciana de Michelangelo

Escada Laurenciana, de Michelangeo

Construída em 1524, a escada na entrada da Biblioteca Laurenciana, em Florença, na Itália, chama a atenção pela imponência num espaço físico restrito. A peça foi construída com bordas arredondadas para dar o efeito de cascata, de maneira a dar a impressão de uma cachoeira. A escada foi construída em pedra serena, com grossas colunas adornadas que, mais do que decorativas, também servem para dar suporte ao peso das estruturas.

escada da chanel

A escada da Chanel

Escada icônica, essa ficou marcada na história da moda. Localizada na antiga loja da Chanel, na Rue du Cambon, em Paris, onde Mademoiselle Coco Chanel ficava sentada para assistir aos seus desfiles. A escada é toda em estilo art déco e data de 1920, com parte cercada por espelhos.

 

escada de são francisco

Degraus de São Francisco, na Califórnia

Moderna e colorida, a escada de azulejos de São Francisco, na Califórnia, chama a atenção de quem passa pela cidade e é uma ótima inspiração para quem gosta de uma arquitetura mais contemporânea e cheia de cores. Todos os 163 degraus compõem um complexo mosaico todo formado por azulejos coloridos e fazem parte da paisagem da cidade desde 2005.

 

 

escada em espiral do vaticano

Escadaria do Museu do Vaticano

A escada em espiral do Museu do Vaticano é uma das mais fotografadas do mundo.

Projetado por Giuseppe Momo em 1932, as grandes etapas situam-se entre uma rampa e uma escada.

As escadas são duas hélices distintas, uma que conduz para cima e outra que conduz para baixo, e se torcem juntas em um dupla hélice-formação.

Mal sabia o Museu do Vaticano na época, que esta formação viria a representar a própria vida, com a descoberta da dupla fita de DNA helicoidal.

Seguem, agora, escadas mais contemporâneas:

 

escada em concreto e parede vermelha

Projeto de Oscar Niemeyer

escadas em concreto

Projeto de Paulo Mendes da Rocha

 

escada em espiral

Projeto de Rui Otake

 

escada helicoidal suspensa

Projeto de Isay Weinfeld

 

escada em espiral de madeira

Projeto de Lina Bo Bardi para o MAM/BA

 

escada de madeira e corrimao de vidro

Projeto: Jacobsen Arquitetura

 

escada em madeira suspensa

Projeto de Marcio Kogan

 

escada vazada de madeira

Projeto de David Bastos

 

Projeto de Arthur Casas

Projeto de Arthur Casas

 

escada de madeira

Projeto Bernardes Arquitetura

 

escada com guarda corpo de vidro

Projeto de Erick Figueira de Mello

 

Escada em espiral madeira

Projeto Jacobsen Arquitetura

escada em madeira helicoidal

Projeto de Bernardes Arquitetura

 

escada vermelha

Projeto de André Piva

 

escada em vidro

Loja Apple 5a.Avenida, Nova York.

 

escada suspensa

Escada Suspensa

 

escada com ondas

Quase uma escultura.

 

Bancada? Escada?

Bancada? Escada?

 

Checa o nosso Pinterest, tem muito mais escadas lá.

Liliane Abreu

 

Tags: Escadas